Não deixe de ler

BR Distribuidora esclarece notícia do jornal O Globo

 

Publicado às 20h22min

A BR Distribuidora (BRDT3) prestou nesta terça, 30, esclarecimentos à Comissão de Valores Mobiliários após à notícia veiculada no portal O Globo, em 27 de junho, intitulada “Justiça de São Paulo condena BR por diesel poluente”.

Na reportagem consta que a BR Distribuidora foi condenada pela Justiça de São Paulo por crime ambiental ao fornecer um combustível com quantidade elevada de poluentes à frota de ônibus da capital paulista. 

No comunicado onde faz o esclarecimento a BR destaca que o fornecimento decorreu de problema pontual de suprimento da refinaria que atendia o mercado da região metropolitana de São Paulo. 

“Por essa razão, para evitar desabastecimento da frota de transporte público rodoviário da região, foi fornecido Diesel S500 durante algumas horas do dia. O combustível distribuído representava impacto de 0,0057% na quantidade de dióxido de enxofre emitidos na região metropolitana de São Paulo no ano de 2011 – quantidade que, no entendimento da BR, é incapaz de configurar qualquer tipo de dano ao meio ambiente, o que é reforçado pelo laudo da perita designada pelo juízo”.

Leia a seguir a íntegra do comunicado da BR:

“Em atenção ao Ofício nº 140/2020/CVM/SEP/GEA-2, cópia anexa, o qual requer a manifestação da BR acerca da notícia veiculada no Portal do “O Globo”, em 27/06/2020, em matéria intitulada “Justiça de São Paulo condena BR por diesel poluente”, vimos esclarecer o que segue. A matéria diz respeito à sentença proferida nos autos da demanda nº 1053160- 02.2016.8.26.0053, que tramitou perante a 14ª Vara de Fazenda Pública da comarca de São Paulo/SP, no bojo de Ação Civil Pública ajuizada pelo Município de São Paulo em face da BR, buscando a responsabilização da BR por suposto dano ambiental decorrente da venda de diesel S500 em lugar do Diesel S50, com menor concentração de enxofre.

A BR esclarece que o fornecimento decorreu de problema pontual de suprimento da refinaria que atendia o mercado da região metropolitana de São Paulo. Por essa razão, para evitar desabastecimento da frota de transporte público rodoviário da região, foi fornecido Diesel S500 durante algumas horas do dia. O combustível distribuído representava impacto de 0,0057% na quantidade de dióxido de enxofre emitidos na região metropolitana de São Paulo no ano de 2011 – quantidade que, no entendimento da BR, é incapaz de configurar qualquer tipo de dano ao meio ambiente, o que é reforçado pelo laudo da perita designada pelo juízo. Vale mencionar que a ANP, ao analisar o caso concreto, optou por autorizar a distribuição do Diesel S500 pelo prazo de 24h, conforme demonstra documento juntado aos autos, não sem certamente sopesar o risco de desabastecimento e o impacto ao transporte público que adviria da não autorização. Nada obstante isso, conforme termos da decisão, publicada em 14.04.2020, os pedidos foram julgados procedentes para, em síntese, “condenar a ré a promover o plantio, no prazo de 6 meses, de 711 mudas de exemplares arbóreos em local a ser indicado pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente a partir de projeto técnico de reparação ambiental a ser elaborado (…), bem como a pagar à autora a indenização por danos ambientais no valor de R$ 198.350,04 (…). Em face da referida decisão foi apresentado recurso de apelação atualmente em trâmite perante o Tribunal de Justiça de São Paulo. A BR espera que a decisão de primeira instância seja reformada, pois no seu entendimento (i) não há comprovação de dano ao meio ambiente nos autos; (ii) a operação foi autorizada pela ANP; e (iii) eventual alternativa seria mais gravosa à coletividade. Face ao exposto e à ausência de materialidade dos fatos, seja do ponto de vista ambiental, seja quanto aos valores de condenação envolvidos – que, reitere-se, não são definitivos – entendemos que o fato veiculado na mídia não caracteriza Fato Relevante nos termos da instrução CVM 358/02. A BR reafirma seus princípios de Consciência, Responsabilidade e Solidariedade e manterá seus acionistas e o mercado em geral oportuna e devidamente informados, nos termos da regulamentação e legislação aplicáveis”. 

Published by
Redação

Recent Posts

Companhias que divulgaram informações sobre dividendos e JCP na semana

      A seguir confira as companhias da B3, a Bolsa brasileira, que divulgaram…

27 de novembro de 2021

Notícias corporativas da noite desta sexta, 16

  Publicado às 21h18   Notícias corporativas da noite desta sexta, 16 (clique nos links…

26 de novembro de 2021

Acionistas controladores da Alliar aceitam proposta feita pela MAM

    Publicado às 20h56     Os acionistas controladores da Alliar (AALR3) aprovaram aceitar…

26 de novembro de 2021

Cade aprova aquisição da  Zee.Dog pela Petz

    Publicado às 20h41   A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade)…

26 de novembro de 2021

Petrobras assina arrendamento de usina TermoCamaçari para Proquigel

Publicado às 20h33   A Petrobras (PETR3, PETR4) informou na noite desta sexta, 26, que…

26 de novembro de 2021