MANCHETE PRINCIPAL

CBA reverte prejuízo e lucra R$ 615 milhões no 4T21; empresa anuncia dividendo

 

Publicado às 21h20

 

A Companhia Brasileira de Alumínio – CBA (CBAV3) divulgou seus resultados do quarto trimestre de 2021 (4T21) na noite desta terça, 15.

A companhia teve lucro líquido histórico de R$ 615 milhões no 4T21, em comparação ao prejuízo líquido de R$ 498 milhões do ano anterior, resultado do cenário favorável em relação a volume e preços de alumínio praticados, combinado com a reversão do saldo negativo de outros resultados operacionais.

Adicionalmente, a companhia reconheceu R$ 225 milhões de IR/CSLL diferido sobre prejuízo fiscal e base negativa considerando um horizonte estimado mínimo de recuperabilidade de 2 anos. 

O reconhecimento decorreu da melhora do cenário macroeconômico e seus respectivos impactos nos lucros futuros projetados da companhia.  

O EBITDA ajustado consolidado atingiu recorde trimestral, com expressivo aumento de R$ 333 milhões no 4T21 (vs. 4T20), impulsionado principalmente pela melhora no resultado do negócio alumínio, decorrente do aumento dos preços de venda praticados.

Por outro lado, o EBITDA ajustado foi impactado pela venda dos ativos de Ferro Níquel e pela reversão do impairment sobre o passivo de descomissionamento ambiental da unidade de Niquelândia.  

A receita líquida consolidada da CBA atingiu recorde histórico trimestral de R$ 2,4 bilhões, com crescimento de 54% no 4T21, em relação ao 4T20, em função do significativo aumento de 60% na receita líquida do negócio de alumínio. 

“Este aumento é função do maior volume de vendas em todos os segmentos do negócio do alumínio, somado ao aumento do preço do alumínio na LME (London Metal Exchange), que atingiu um patamar médio de US$2.762/tonelada no 4T21, 44% maior que a média de US$1.916/tonelada no 4T20, além da valorização de 4% do dólar médio em relação ao real”, explicou a companhia. 

Dividendos

A companhia realizará o pagamento de R$ 172 milhões (R$ 0,29 por ação) de dividendos aos seus acionistas, que engloba os dividendos obrigatórios de 25% do lucro líquido ajustado e dividendos suplementares, considerando que venham a ser aprovados pela Assembleia Geral em 29 de abril de 2022, conforme estabelecido no Estatuto Social, que também deverá aprovar a data de pagamento proposta de 18 maio de 2022. 

A posição de ações (data base) considerada é 29 de abril e a data ex-dividendos será 02 de maio de 2022.

Veja mais detalhes do resultado do 4T21 na tabela a seguir:

Whatsapp: 

Para receber notícias entre no grupo pelo link: 

https://chat.whatsapp.com/GFYzqsYpm1h8erVdgL0qVR

Telegram

Para notícias entre nesse grupo: https://t.me/joinchat/AAAAAFdKtmVSmTmfF68jIA

Para análise gráfica entre nesse grupo: https://t.me/joinchat/AAAAAFk1BILf5KNH9DlQ3A

 

 

 

 

Published by
Redação

Recent Posts

Análise de fechamento do mercado

  Publicado às 18h58 Dalton Vieira e Caique Stein fazem a análise de fechamento do…

4 de julho de 2022

Weg divulga resultado do 2T22 dia 20/07

    Publicado às 18h23   A WEG (WEGE3) vai divulgar o resultado do segundo…

4 de julho de 2022

Ibovespa fecha em -0,35%; dólar em R$ 5,32

    Atualizado às 19h com o comentário de fechamento    Comentário de fechamento do…

4 de julho de 2022

Atualização das 13h30: Petrobras, Vale, Petrorio, Hidrovias, Camil, Allied, Blau e outros destaques

  Publicado às 13h31   Ibovespa O Ibovespa virou para alta com a ajuda principalmente…

4 de julho de 2022

Transmissão Paulista e Eletrobras se manifestam sobre decisão de diretor da Aneel

  Publicado às 12h23   A Eletrobras (ELET3), a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica…

4 de julho de 2022