MANCHETE 1

Fitch eleva rating nacional da Copel

 

 

Publicado às 21h15

 

 

A Companhia Paranaense de Energia – Copel (CPLE3, CPLE5, CPLE6, CPLE11) informou na noite desta quinta-feira, 10, que a agência de classificação de risco Fitch, uma das maiores do mundo, elevou de ‘AA+(bra)’ para ‘AAA(bra)’ seu Rating Nacional de Longo Prazo, de suas subsidiárias integrais Copel Geração e Transmissão e Copel Distribuição e de suas respectivas emissões de debêntures. 

Ao mesmo tempo, a perspectiva dos ratings corporativos, foi revisada para “estável”. 

A nota de crédito ‘AAA (bra)’ é a mais alta possível na escala da Fitch e o maior rating da história da Copel. 

A elevação dos ratings considera a melhora consistente da performance operacional do grupo Copel e a expectativa de manutenção de seu forte perfil financeiro, com alavancagem financeira líquida ajustada inferior a 2,5 vezes, bem como o perfil de crédito do grupo, que se beneficia da sua atuação como empresa integrada, com importantes ativos de geração, transmissão e distribuição de energia, que contribuem para a diluição de potenciais riscos operacionais e regulatórios dentro de um setor que apresenta risco baixo a moderado. 

Segundo o relatório da Fitch, alguns dos pontos chave destacados são: 

Risco Hidrológico Gerenciável: a Fitch destaca que a Copel GeT está preparada para o aumento no risco hidrológico; 

Ganhos de Eficiência na Distribuição: a rentabilidade das operações vem aumentando de forma consistente, medida pela relação entre o EBITDA e a base de ativos remunerados; 

Recomposição da Base de Ativos de Geração: a aquisição do complexo eólico Vilas deverá incrementar o EBITDA do grupo a partir de 2022 e reduzir, em parte, a exposição ao risco hidrológico. 

“A companhia destaca que a elevação da nota de crédito e o atingimento da nota máxima do rating é mais uma conquista relevante na agenda estratégica da companhia e se soma aos avanços recentes na governança, como a criação do comitê de investimentos e inovação, do comitê de desenvolvimento sustentável, o aumento da representatividade dos minoritários no Conselho de Administração, o Programa de UNITs, a nova Política de Dividendos e a Política de Investimentos”, afirmou a companhia em um comunicado ao mercado.

 

 

Whatsapp: 

Para receber notícias entre no grupo pelo link:

https://chat.whatsapp.com/E6hmt7el1f8BVfwVWP10Zs

Telegram

Para notícias entre nesse grupo: https://t.me/joinchat/AAAAAFdKtmVSmTmfF68jIA

Para análise gráfica entre nesse grupo: https://t.me/joinchat/AAAAAFk1BILf5KNH9DlQ3A

Published by
Redação

Recent Posts

Taesa aprova dividendos intercalares e JCP: valor soma R$ 523 milhões

    Publicado às 23h25   O conselho de administração da Taesa (TAEE11) aprovou nesta…

1 de dezembro de 2021

Ambipar lança aplicativo para pessoas físicas compensarem suas emissões de carbono

    Publicado às 23h55     A Environmental ESG, subsidiária da Ambipar (AMBP3), anunciou…

1 de dezembro de 2021

Notícias corporativas da noite desta quarta, 1°

    Atualizado às 23h33 com a notícia do dividendo da Taesa   Notícias corporativas…

1 de dezembro de 2021

Renova Energia conclui venda da Brasil PCH

    Publicado às 20h57     A Renova Energia (RNEW3; RNEW 4 e RNEW11),…

1 de dezembro de 2021

Aura anuncia dividendo de US$ 0,35 por ação e recompra de BDR

    Publicado às 20h30   O conselho de administração da Aura Minerals (AURA33) aprovou…

1 de dezembro de 2021

Cury aprova o pagamento de dividendo

  Publicado às 19h51   A Cury Construtora e Incorporadora (CURY3) informou que seu conselho…

1 de dezembro de 2021