MANCHETE 1

Resultado da Rumo, Cyrela, CCR e de outras 12 companhias

Rumo

A Rumo (RAIL3) reportou lucro líquido de R$ 175 milhões no primeiro trimestre deste ano. Dessa forma a companhia reverte o prejuízo de R$ 274 milhões do 1T20. 

O Ebitda subiu 44,2%, chegando a R$ 832 milhões no 1T21.

A receita teve crescimento de 22,6%, para R$ 1,746 bilhão. 

Ecorodovias

A Ecorodovias (ECOR3) divulgou na noite desta quinta-feira, 13 de maio, o resultado do primeiro trimestre de 2021 (1T21). A companhia teve queda de 11,9% no lucro líquido em relação ao 1T20, a R$ 88,0 milhões.

O Ebitda pró-forma, que exclui receita e custo de construção e provisão para manutenção, totalizou R$ 575,4 milhões, alta de 8,5% em relação ao 1T20. A margem Ebitda pró-forma foi de 68,8%.

A receita líquida pró-forma, ou seja, sem receita de construção, ficou em R$ 836,3 milhões no 1T21, crescimento de 8,9% na comparação anual.

Cyrela

A Cyrela (CYRE3) reportou crescimento de 588% no lucro líquido, atingindo R$ 192 milhões no primeiro trimestre deste ano. No 1T20, o lucro somou R$ 28 milhões. 

A alta do lucro foi puxada pelo avanço do faturamento com o maior volume de obras em andamento de unidades já comercializadas, além do maior volume de vendas no período. As vendas somaram R$ 908 milhões no 1T21, crescimento de 32,2%.

A receita líquida totalizou R$ 1,004 bilhão, alta de 89,6% na mesma base de comparação. A margem bruta subiu 1,8 ponto porcentual, para 34,5%.

Lavvi

O lucro líquido da Lavvi (LAVV3) totalizou R$ 17 milhões no 1T21, 90% acima do 1T20 mesmo sem lançamentos. 

Com relação a margem líquida, foi de 18,9% no 1T21, retração de 2,3 p.p. em relação ao 4T20. O lucro líquido acumulado em 12 meses (LTM) totalizou R$102 milhões.

O ROE anualizado ao final do 1T21 foi de 14%.

No 1T21, a receita líquida totalizou R$ 90 milhões, 113% acima do 1T20. A receita líquida acumulada em 12 meses (LTM) totalizou R$407 milhões.

C&A

A C&A Modas (CEAB3) informou na noite desta quinta-feira, 13 de maio, o resultado do primeiro trimestre de 2021 (1T21). A companhia obteve prejuízo líquido de R$ 138,5 milhões, montante 150% pior que do desempenho do 1T20. A margem líquida negativa de 17,8% foi 12,1 pp inferior ao 1T20.

O Ebitda ajustado do trimestre ficou negativo em R$ 133,8 milhões. No 1T20, o Ebitda ajustado havia sido de R$ 4,2 milhões.

A receita líquida total foi de R$ 776,1 milhões, 20,6% inferior ao 1T20. Segundo a companhia, o trimestre foi impactado pela pandemia com fechamento de lojas e redução do horário de operação, além de maior insegurança dos clientes.

Ferbasa

A Companhia de Ferro Ligas da Bahia – Ferbasa (FESA3 e FESA4) informou na noite desta quinta-feira, 13 de maio, o resultado do primeiro trimestre de 2021 (1T21). A companhia teve lucro líquido de R$ 59 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 0,6 milhão registrado no 1T20.

O Ebitda ajustado ficou em R$ 151,3 milhões, em alta de 120,6% na comparação ano a ano.

A receita líquida reportada foi de R$ 517,3 milhões, 49,4% superior à do 1T20.

Alliar

O Centro de Imagem Diagnósticos – Alliar (AALR3) divulgou na noite desta quinta-feira, 13 de maio, o resultado do primeiro trimestre de 2021 (1T21). O lucro líquido da companhia foi de R$ 12,5 milhões; crescimento de R$ 32,5 milhões em relação ao 1T20.

O Ebitda ajustado totalizou R$ 71,8 milhões, crescimento de 97,7% na comparação anual.

Even

A Even Construtora e Incorporadora (EVEN3) divulgou na noite desta quinta-feira, 13 de maio, o resultado do primeiro trimestre de 2021 (1T21).  A companhia registrou lucro líquido de R$ 84 milhões, crescimento de 130% versus 1T20. O Retorno sobre o Patrimônio (ROE anualizado) foi de 18%.

O Ebitda ajustado foi de R$ 111,4 milhões no período, frente ao montante de R$ 59, 4 milhões do 1T20.

A receita líquida totalizou R$ 683 milhões, alta de 68% em relação ao 1T20.

Eztec

A Eztec (EZTC3) divulgou na noite desta quinta-feira, 13 de maio, o resultado do primeiro trimestre de 2021 (1T21).  A companhia teve lucro líquido de R$ 72,9 milhões, queda de 6% em relação ao 1T20.

O lucro líquido atribuível aos acionistas controladores foi de R$ 73 milhões, com margem líquida de 37,4%.

O Ebitda ficou em R$ 38,9 milhões, 28% menor que no mesmo trimestre de 2020.

A receita líquida totalizou R$195 milhões, queda de 22% na comparação anual.

Mills

A Mills Estruturas e Serviços de Engenharia (MILS3) apresentou na noite desta quinta-feira, 13 de maio, o resultado do primeiro trimestre de 2021 (1T21). O lucro líquido consolidado foi de R$ 7,4 milhões no 1T21, sendo R$ 8,4 milhões maior que no 1T20.

O Ebitda ajustado ficou em R$ 54,3 milhões no 1T21, alta de 38,9% na comparação anual.

A receita líquida somou R$ 153,6 milhões no período, 21,8% superior a do 1T20.

Anima

A Anima Holding (ANIM3) reportou EBITDA Ajustado de R$146,5 milhões, (+23,8% vs. 1T20), com Margem EBITDA Ajustada de 35,2% (+0,3pp vs. 1T20).

O Lucro Líquido Ajustado foi de R$ 56,3 milhões com crescimento de 28,5% vs. 1T20 com Margem Líquida ajustada de 13,5%, 0,6pp acima do 1T20.

Plano & Plano

A Plano & Plano Desenvolvimento Imobiliário (PLPL3) reportou lucro líquido de R$ 50 milhões no 1T21, um acréscimo de 145,2% considerando o lucro líquido de R$ 20,4 milhões registrado no 1T20. 

“Esse aumento foi possível devido ao bom desempenho obtido nas vendas do trimestre”, explicou a companhia. 

A margem líquida ficou em 16,0% no 1T21, 5,7 pp acima dos 10,3% obtidos no 1T20. Com relação ao 4T20, houve aumento de 1,1% no lucro líquido e redução de 2,0 pp na margem líquida.

O EBITDA ajustado gerado no primeiro trimestre de 2021 totalizou R$ 68,9 milhões, um aumento de 110,5% em relação ao mesmo período de 2020, considerando a performance operacional crescente.

Light

A Light (LIGT3) teve prejuízo líquido de R$ 41,8 milhões no 1T21. No 1T20 reportou lucro líquido de R$ 166 milhões.

O EBITDA consolidado foi de R$419,8 milhões no 1T21, o que representou uma redução de 9,9%, ou R$45,9 milhões, em relação ao 1T20, motivada pelos resultados da Distribuidora

Energisa

A Energisa (ENGI11) reportou na noite desta quinta-feira, 13, lucro líquido consolidado de R$ 873,3 milhões no 1T21, crescimento de 50,1% (R$ 291,6 milhões) sobre 1T20.
O EBITDA ajustado consolidado totalizou R$ 1,424 bilhão no 1T21, acréscimo de 53,3% (R$ 495,6 milhões) sobre 1T20. 

CCR

A CCR (CCRO3), uma das maiores empresas de concessões de infraestrutura da América Latina, divulgou na noite desta quinta-feira, 13, seus resultados do 1T21. 

O lucro líquido foi de R$ 688,9 milhões, crescimento de 137,8% na comparação com o 1T20. 

Considerando o lucro líquido mesma base (ex-reequilíbrio ViaQuatro) o valor foi de R$ 126 milhões, queda de 56,5%.

O EBITDA ajustado apresentou crescimento de 70,7% na comparação com o 1T20, com margem de 72,8% (11,4 p.p.). Na mesma base (ex-reequilíbrio da ViaQuatro) houve queda de 6,7%, com margem de 59,5% (-1,9 p.p.).  

 

 

Whatsapp: 

Para receber notícias entre no grupo pelo link:

https://chat.whatsapp.com/CdnKkvmMKhY4B9xeJukh4W

Telegram

Para notícias entre nesse grupo: https://t.me/joinchat/AAAAAFdKtmVSmTmfF68jIA

Para análise gráfica entre nesse grupo: https://t.me/joinchat/AAAAAFk1BILf5KNH9DlQ3A

Recent Posts

Tenda negocia com detentores de debêntures

  Publicado às 21h14   A construtora Tenda (TEND3) informou em um fato relevante na…

4 de julho de 2022

Moody’s Local atribui ‘AAA.br’ à proposta de 7ª emissão de debêntures da Telefônica Brasil

  Publicado às 20h58   A agência de classificação de risco Moody’s Local atribuiu o…

4 de julho de 2022

BlackRock reduz participação na Yduqs

    Publicado às 20h07   A Yduqs (YDUQ3) revelou nesta segunda-feira, 4, que a…

4 de julho de 2022

Fitch remove observação positiva e eleva ratings da Pague Menos

  Publicado às 19h43   A agência de classificação de risco Fitch, uma das maiores…

4 de julho de 2022

Blau Farmacêutica paga juros sobre o capital dia 15/07

  Publicado às 19h15 O conselho de administração da Blau Farmacêutica (BLAU3) aprovou o lançamento…

4 de julho de 2022