MANCHETE PRINCIPAL

Aquisição da Duratex, notícia da Renova, Ultrapar e outros destaques

Bolsas, petróleo, minério (8h25min)

Japão (Nikkei 225): -0,45%

China (Shanghai Comp.): +0,08%

Londres (FTSE 100): -1,13%

Alemanha (DAX): -1,74%

Petróleo WTI (EUA): +0,02%

Petróleo Brent: -0,53%

Minério de Ferro spot (62%, Qingdao, China): -1,02% (US$ 76,36 ton).

Míssil norte-coreano, Temer e outros destaques

A tensão voltou ao sudeste asiático. A Coreia do Norte lançou nesta terça-feira um míssil balístico que sobrevoou o Japão.

O premiê japonês Shinzo Abe afirmou que o míssil norte-coreano “é uma ameaça grave” e pediu ao Conselho de Segurança da ONU para que convocasse uma reunião de emergência”.

A Coreia do Norte também afirmou que os EUA estão levando a península à “explosão”.

O lançamento do míssil trouxe de novo a aversão ao risco nas Bolsas do mundo inteiro.

No radar dos investidores nesta terça está também uma possível nova denúncia do Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer.

Essa denúncia pode ser apresentada durante a viagem de Temer à China. O peemedebista embarca nesta terça para uma reunião dos Brics. Na agenda de Temer estará a apresentação aos chineses do programa de privatizações e de concessões.

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, afirmou que o Palácio do Planalto está “preparado” para enfrentar uma possível nova denúncia a ser oferecida pela Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer. Segundo Padilha, os indicadores mostram que a economia está se descolando da política e, sob esse ponto de vista, deixa de ser impactada por notícias negativas.

Com a ausência de Temer, o presidente da Câmara Rodrigo Maia, assume o Planalto. Analistas avaliam que isso pode dificultar a votação de temas da agenda econômica, como a TLP (Taxa de Longo Prazo) que ainda precisa ser apreciada no Senado e ser votada até dia 6 de setembro, ou perderá a validade.

Também está na pauta o projeto de lei sobre a revisão da meta fiscal encaminhado pelo governo ao Congresso Nacional e que deverá ser votado pela Comissão Mista de Orçamento (CMO) em reunião convocada para a tarde desta terça.

Se for votado pela comissão, o projeto poderá ser levado à votação na sessão do Congresso Nacional destinada à apreciação de vetos presidenciais, convocada para a noite de terça.

Corporativo

Duratex compra Ceusa

A Duratex (DTEX3) assinou contrato para comprar as empresas Cerâmica Urussanga e Massima Revestimentos Cerâmicos, conhecidas como Ceusa. Com 64 anos de história, a Ceusa é uma produtora nacional especializada em revestimentos cerâmicos, localizada na cidade de Urussanga (SC), com capacidade de produção de 480 mil m²/mês e possui 330 colaboradores. Seu modelo de negócio é baseado em inovação e alta qualidade em revestimentos cerâmicos. No exercício fiscal de 2016, registrou receita líquida de R$ 162,4 milhões e Ebitda ajustado de R$ 31,5 milhões.

O investimento total será de R$ 280 milhões para aquisição de 100% da Ceusa, sem alterações relevantes na atual estrutura de capital da Duratex. “Não se espera que esta operação impacte significativamente o resultado da companhia no exercício de 2017”, esclareceu a Duratex.

A conclusão dessa operação está sujeita ao cumprimento de condições precedentes, entre elas a aprovação da aquisição pelo Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência, o Cade.

Renova Energia

A Renova Energia (RNEW11) informou nesta segunda, 28, que descontratou no Mecanismo de Descontratação de Energia de Reserva os parques que comercializaram energia solar no Leilão de Energia de Reserva de 2014.

Os quatro parques que em conjunto totalizam 99,75 MWp de capacidade instalada e 21,8MWm de garantia física, haviam sido vendidos ao valor médio R$ 220,30 por MWh e foram descontratados frente ao pagamento de um prêmio de R$ 7,9 milhões de acordo com as regras do edital do Mecanismo. Em razão da descontratação, a Renova fica impossibilitada de participar de dois leilões de energia de reserva subsequentes. “O resultado da descontratação reduz a necessidade de investimentos no médio prazo bem como mitiga os riscos financeiros e regulatórios decorrentes do atraso na entrega dos parques”, destacou a Renova.

Ultrapar

A Ultrapar (UGPA3) comunicou que nesta segunda, 28, encerrou a fase de análise da aquisição da Liquigás pela Ultragaz devendo o processo ser remetido ao Tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica nos próximos dias. De acordo com o parecer técnico emitido pela Superintendência-Geral do Cade (SG), foram identificadas preocupações concorrenciais, razão pela qual a entidade submeteu ao Tribunal do Cade oferecimento de impugnação com recomendação de reprovação da operação.

Competirá ao Tribunal avaliar o caso e identificar eventuais condições a serem atendidas para afastar as referidas preocupações concorrenciais. O parecer publicado pela Superintendência-Geral não é vinculativo, cabendo ao Tribunal do Cade a decisão final do caso. “A companhia seguirá buscando a aprovação da operação junto ao Tribunal do Cade, de maneira a afastar as preocupações concorrenciais apontadas pela SG”, salientou a empresa.

Cemig

A Cemig (CMIG4) informou que sobre a sua decisão de iniciar em conjunto com a Rio Minas Energia (RME) e com a Luce Empreendimentos o processo de alienação da totalidade das suas participações no capital social da Light, foi aberta a Sala de Informações (Data Room) com informações e dados sobre o Grupo Light, visando subsidiar os potenciais investidores na preparação de propostas não-vinculantes. A previsão é de que o Data Room esteja disponível por um período de até 30 dias. A venda da participação na Light  faz parte do Programa de Desinvestimentos da companhia mineira.

MRV

MRV Engenharia (MRVE3) comunicou que aprovou em conjunto Log Commercial o aumento de capital social da Log no valor de R$ 308.466.092,00. A MRV detém 45,92% do capital total da Log. “O montante total aportado será destinado integralmente à conta de capital social da Log. A administração da Companhia entende que este novo aporte contribuirá para o crescimento das operações da Log, aumento do FFO e maior retorno aos acionistas”, destacou a MRV.

Reajuste do combustível

A partir de desta terça, 29, o preço da gasolina nas refinarias sofrerá um aumento de 1,1% e o do diesel de 0,4%. O anúncio foi feito nesta segunda pela Petrobras (PETR3, PETR4).

O ajuste anterior havia sido anunciado no sábado (26), com aumento de 1,2% na gasolina e diminuição de 0,7% no diesel. A nova política foi adotada no começo de julho e, desde então, os reajustes são feitos quase que diariamente.

Eletropaulo

A Eletropaulo (ELPL4; ELPL3) informou em fato relevante que revisou suas projeções para o nível de sobrecontratação, o qual passou de 104,2% para 103,6%, referente ao ano 2017, e de 105,1% para 103,7% para o ano de 2018. “A revisão apresentada é reflexo do Decreto 9.143 de 22 de agosto de 2017 que determinou redução do lastro de contratação de quotas de garantia física e potência de 95% para 90%, resultando na redução do nível de contratação das distribuidoras”, explicou a elétrica.

Sabesp

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, Sabesp (SBSP3), informou em fato relevante nesta segunda, 28, que junto com o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Guarulhos (SAAE) resolveram dar continuidade à elaboração de um acordo judicial para parcelamento dos débitos do SAAE. O pagamento da dívida ocorrerá em 480 parcelas mensais, incidindo juros de 0,5% ao mês e correção pelo índice IPCA. A Sabesp vai dar desconto de 30% sobre o valor da dívida, que é de R$ 2,9 bilhões.

 

 

 

Published by
Redação

Recent Posts

Ibovespa fecha em -0,35%; dólar em R$ 5,32

    Publicado às 17h31   Ibovespa O Ibovespa fechou em baixa de 0,35% aos…

4 de julho de 2022

Atualização das 13h30: Petrobras, Vale, Petrorio, Hidrovias, Camil, Allied, Blau e outros destaques

  Publicado às 13h31   Ibovespa O Ibovespa virou para alta com a ajuda principalmente…

4 de julho de 2022

Transmissão Paulista e Eletrobras se manifestam sobre decisão de diretor da Aneel

  Publicado às 12h23   A Eletrobras (ELET3), a Companhia de Transmissão de Energia Elétrica…

4 de julho de 2022

Rápidas: Vale, Vibra, CSN Mineração, Gerdau, Vamos, Petrobras, Grendene, Enauta, MRV

  Publicado às 10h29   Vale Às 10h27 as ações da Vale (VALE3) tinham queda…

4 de julho de 2022

Ibovespa futuro, dólar e outros destaques

  Publicado às 9h34   Ibovespa futuro O Ibovespa futuro (INDQ22 – contrato com vencimento…

4 de julho de 2022

CSN celebra acordo para comprar Companhia Energética Chapecó

  Publicado às 9h10 A Companhia Siderúrgica Nacional - CSN (CSNA3) em conjunto com a…

4 de julho de 2022