MANCHETE PRINCIPAL

Standard & Poor’s reduz rating da Braskem

 

Publicado às 9h20min

 

Standard & Poor’s reduz rating da Braskem

A agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P) alterou o nível de risco em escala global da Braskem (BRKM3, BRKM5 e BRKM6) de BBB- para BB+, com perspectiva ‘estável’. 

Em relatório a S&P afirmou que a demanda por produtos químicos globais sofreu impacto importante este ano e a recuperação permanece incerta. Além disso, a agência destaca que o risco de novo rebaixamento permanece alto diante das incertezas trazidas pela pandemia.

“Conforme já divulgado ao mercado, a Braskem reitera que, apesar do cenário adverso resultante do ciclo e da pandemia, mantém sólida posição de caixa e o perfil de endividamento bastante alongado”, afirmou em comunicado a petroquímica.  

Companhia estima em R$ 850 milhões custo referente à potenciais medidas de apoio em Alagoas

A Braskem informou nesta quinta, 9, que, no contexto do evento geológico em Alagoas (afundamentos e rachaduras em alguns bairros), recebeu um ofício conjunto da Defensoria Pública de Alagoas, Ministério Público Federal, Ministério Público de Alagoas e Defensoria Pública da União informando a atualização do Mapa de Setorização de Danos e Linhas de Ações Prioritárias por parte da Defesa Civil de Maceió, o qual incluiu 1.918 imóveis para desocupação nos bairros Mutange, Bom Parto, Pinheiro e Bebedouro, em Maceió, Alagoas. 

“Com o intuito de preservar a segurança dos moradores da região, a Braskem está em tratativas com as autoridades para definição de possíveis medidas a serem adotadas em comum acordo, apesar de não estar automaticamente obrigada a apoiar a desocupação destas novas áreas, nos termos do acordo celebrado com as autoridades e anunciado pela companhia em 03 de janeiro de 2020”, afirmou a companhia em comunicado. 

Segundo a Braskem, levando em consideração as informações existentes e os diálogos com as autoridades, a companhia estima o montante de R$ 850 milhões referente a potenciais medidas de apoio aos moradores das novas áreas e o montante de R$ 750 milhões referente a gastos adicionais previstos com medidas para encerramento definitivo das atividades de extração de sal em Maceió, gestão da operação, realocação de imóveis incluídos via perícia técnica, dentre outros. 

Em relação à ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal referente aos danos socioambientais, a Braskem informa que continua em diálogos com as autoridades e manterá o mercado informado dos desdobramentos relevantes desse processo.

 

 

Whatsapp do Finance News:

Para receber notícias entre no grupo pelo link: 

https://chat.whatsapp.com/JnpaZc2CAf75DjZXMy28Ec

Siga-nos no Instagram:

@financenewsoficial

 

Published by
Redação

Recent Posts

Companhias da B3 que divulgaram informações sobre proventos na semana

    Publicado às 10h54   Abaixo você confere as companhias da B3 que divulgaram…

24 de julho de 2021

Vale, CSN, Usiminas, Ambev e outras empresas divulgam resultado do 2T20

Publicado às 9h30     A agenda de resultados do segundo trimestre de 2021 ganha…

24 de julho de 2021

Notícias corporativas da noite desta sexta-feira, 23

    Publicado às 21h37     Notícias corporativas da noite desta sexta-feira, 23 (clique…

23 de julho de 2021

Banrisul pagará R$ 48 milhões ao governo do RS

    Publicado às 21h32   O Banrisul (BRSR6) informou na noite desta sexta-feira, 23,…

23 de julho de 2021

Diretor executivo de finanças e de RI do Fleury renuncia ao cargo

    Publicado às 21h28     O Grupo Fleury (FLRY3) informou na noite desta…

23 de julho de 2021

Superintendência do Cade declara venda de telefonia móvel da Oi ‘complexa’

    Publicado às 20h41   Em um despacho divulgado no fim da tarde desta…

23 de julho de 2021