Marfrig e BRF avaliam combinar negócios

30 de Maio de 2019 Por Redação

 

Publicado às 18h48min

A BRF (BRFS3) e a Marfrig (MRFG3) informaram em fato relevante após o pregão desta quinta, 30, que negociam a fusão de seus negócios.

A BRF destacou que, no contexto da avaliação de opções estratégicas que possam gerar valor para seus acionistas, iniciou tratativas com a Marfrig para avaliar combinação de negócios entre as duas companhias.

Nesse sentido, o Conselho de Administração aprovou, nesta data, a assinatura de Memorando de Entendimentos vinculante com a Marfrig estabelecendo regras e condições de acesso a informações que permitam que as companhias aprofundem e deem seguimento à análise da possível viabilização da transação.

O Memorando de Entendimentos prevê período de exclusividade de 90 dias, prorrogáveis por 30 dias, durante o qual nenhuma das partes poderá iniciar negociações com terceiros.

“No âmbito dessa análise, a companhia e Marfrig deverão avaliar, junto aos seus respectivos assessores financeiros, legais, contábeis e outros, os efetivos benefícios econômicos que possam advir de eventual transação, e, ainda, a estrutura societária mais eficiente a ser adotada”, ressaltou a BRF em fato relevante.

Já a Marfrig afirmou: “espera-se que implementação da operação resultará na criação de um líder mundial no mercado de proteínas com ampla diversificação geográfica e de produtos e na redução de riscos e o aproveitamento do alto potencial de sinergias operacionais e financeiras em virtude do equilíbrio e complementariedade de produtos, serviços e diversificação geográfica com relevância no Brasil, Estados Unidos, América Latina, Oriente Médio e Ásia.

A Marfrig também enfatizou que não há qualquer tipo de estrutura societária definida para a combinação, a qual pode incluir a consolidação dos ativos das duas companhias e de suas bases acionárias em uma nova sociedade, visando, inclusive, a diminuição do custo de capital da companhia combinada.

Clique aqui e acesse a íntegra do fato relevante enviado pela BRF ao mercado.