MANCHETE 2

Notícia da Suzano, Eletrobras, Copel e da Transmissão Paulista

Suzano

A Suzano (SUZB3) venceu o leilão de área no porto maranhense de Itaqui, no Maranhão.

A informação foi divulgada pela companhia nesta sexta-feira, 27.

A Suzano vai utilizar a área para escoar celulose produzida em uma fábrica da empresa em Imperatriz.

O contrato é de 25 anos e o investimento previsto é cerca de 215 milhões de reais.

Eletrobras

A Eletrobras (ELET3, ELET6) confirmou a notícia veiculada pelo jornal Valor Econômico sob o título “Eletrobras e Eletronuclear negociam dívida de R$ 1 bi”.

Na reportagem consta, entre outras informações, que a Eletrobras analisa a possibilidade de conceder um “waiver” (adiamento) à Eletronuclear com relação ao pagamento do principal da dívida contraída pela subsidiária com a holding.

Em esclarecimento à B3, a companhia afirmou que estuda a suspensão, até o fim de 2018, do pagamento de principal da dívida existente entre Eletrobras Termonuclear e a Eletrobras.

“O assunto em questão necessita de aprovação de órgãos deliberativos internos, o que ainda não ocorreu”, explicou.

Transmissão Paulista

A Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (TRPL4) informou após o pregão desta sexta que a IE Tibagi, subsidiária 100% da ISA CTEEP, obteve a Licença de Instalação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

O investimento ANEEL previsto é de R$ 135 milhões, com Receita Anual Permitida (RAP) de R$ 18 milhões. O empreendimento é formado pela implantação da linha de transmissão de 230 kV Nova Porto Primavera (PR) – Rosana (SP) e ampliação da subestação 230/138 kV Rosana, que interligará a subestação Nova Porto Primavera.

O prazo definido pela ANEEL para a entrada em operação comercial da IE Tibagi é até agosto de 2022.

Copel

A Companhia Paranaense de Energia – Copel (CPLE3, CPLE5, CPLE6) informou que o cronograma de obras do Complexo Eólico Cutia e da Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu foram revisados.

Segundo a Copel, a data de entrada em operação do empreendimento eólico Cutia, anteriormente prevista para julho de 2018, foi revisada para agosto de 2018. De acordo com o Contrato de Energia de Reserva (CER), a receita prevista para o período de 1º de outubro de 2017 até a entrada em operação comercial de cada unidade geradora dos parques eólicos ficará retida e será utilizada para abater os ressarcimentos devidos por eventual geração anual e/ou quadrienal abaixo do montante contratado, enquanto que eventual remanescente positivo será lançado como crédito.

Para a Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu a data de início de suprimento da primeira unidade geradora foi revisada para janeiro de 2019, anteriormente prevista para novembro de 2018. “No canteiro de obras, as atividades de desvio de segunda fase, montagem da casa de força e do vertedouro estão em pleno andamento, assim como os programas fundiários e socioambientais”, afirmou a Copel em fato relevante na noite de sexta, 27.

Leia também:

Agenda: balanço da Petrobras, Selic, e juros nos EUA

Lucro recorrente da Hypera sobe 22%

 

Recent Posts

Taesa aprova dividendos intercalares e JCP: valor soma R$ 523 milhões

    Publicado às 23h25   O conselho de administração da Taesa (TAEE11) aprovou nesta…

1 de dezembro de 2021

Ambipar lança aplicativo para pessoas físicas compensarem suas emissões de carbono

    Publicado às 23h55     A Environmental ESG, subsidiária da Ambipar (AMBP3), anunciou…

1 de dezembro de 2021

Notícias corporativas da noite desta quarta, 1°

    Atualizado às 23h33 com a notícia do dividendo da Taesa   Notícias corporativas…

1 de dezembro de 2021

Renova Energia conclui venda da Brasil PCH

    Publicado às 20h57     A Renova Energia (RNEW3; RNEW 4 e RNEW11),…

1 de dezembro de 2021

Aura anuncia dividendo de US$ 0,35 por ação e recompra de BDR

    Publicado às 20h30   O conselho de administração da Aura Minerals (AURA33) aprovou…

1 de dezembro de 2021

Cury aprova o pagamento de dividendo

  Publicado às 19h51   A Cury Construtora e Incorporadora (CURY3) informou que seu conselho…

1 de dezembro de 2021