Grafista ou fundamentalista ?

11 de junho de 2018 Por Redação

gráfico

 

Para quem está começando na renda variável é importante saber a diferença entre os que seguem os gráficos e os que seguem os fundamentos.

‘Grafistas’ são as pessoas que aplicam seus recursos na renda variável observando exclusivamente os gráficos das ações. Já os ‘fundamentalistas’ são os investidores que aplicam seus recursos após ler os balanços das empresas, fazer uma análise exaustiva do setor em que o ativo está inserido e estudar também o cenário macroeconômico.

É muito comum em fóruns na internet ver desentendimentos entre ‘grafistas’ e ‘fundamentalistas’. Cada um quer ter razão em sua análise.

Para quem está começando na Bolsa o importante é saber que são estratégias e metodologias diferentes. O grafista vê o preço e foca no curto prazo. Já o fundamentalista, geralmente, observa o valor da empresa ao longo do tempo.

Existem muitas pessoas que usam as duas estratégias (gráficos e análise de fundamentos), o que dá mais trabalho e exige mais tempo de dedicação, mas fornece uma visão mais completa do mercado.

Você quer fazer ‘trades’ ou investir?

É fundamental também perguntar a si mesmo: quero operar no curto prazo ou fazer operações para o longo prazo?

Se você quiser operar no curto prazo e realizar as operações de ‘swing trading’ (duram alguns dias ou semanas) ou ‘day trading’ (são realizadas durante um pregão) será necessário entender um pouco de análise de gráfico. Esse conhecimento é fundamental para o manejo de risco (algo que explicaremos na próxima reportagem dessa série).

Para conhecer um pouco de análise gráfica, veja este vídeo.

O gerenciamento do risco permite que você, antes de começar uma operação, saiba qual risco vai correr (onde colocará sua ordem stop caso tudo dê errado) e qual o alvo da operação (se tudo der certo onde vai sair).

Este vídeo vai ajudá-lo a entender na prática o manejo de risco.

O risco pode ser controlado ainda através de estratégias mais complexas no mercado como ‘trava de alta’, ‘trava de baixa’. Para isso é fundamental que seja consultado o profissional que lhe assessora no mercado e que sejam esclarecidas todas as dúvidas sobre esses tipos de operações.

Agora se você quer comprar um papel para se associar a uma empresa, então você deve dominar os conhecimentos da análise de fundamentos e após um exaustivo estudo da empresa ao longo do tempo, irá comprar os papéis. Nesse caso você irá fazer um investimento e não uma operação especulativa como fazem os ‘traders’, que operam no curto prazo tentando obter uma rentabilidade em um pregão (day trade) ou em alguns dias (swing trading).

 

 

 

É vedada a reprodução desse artigo sem autorização do Finance News. 

O artigo foi redigido com base na opinião de especialistas consultados pela reportagem. Esse portal não faz qualquer tipo de recomendação de investimento e não se responsabiliza por perdas, danos diretos ou indiretos e lucros cessantes resultantes de decisões tomadas a partir de seu conteúdo, gráficos, tabelas ou vídeos.

Procure sempre um profissional certificado por entidade reguladora para obter recomendações, análises ou consultoria sobre investimentos financeiros. Para mais detalhes acesse o site da Comissão de Valores Mobiliários: www.cvm.gov.br