Luiza Trajano: ‘não é difícil lidar com gente’

16 de Maio de 2017 Por Redação

screenshot_1

 

 

Ela até pode cair, mas sempre se levanta. A queda sofrida quando carregava a tocha olímpica pode servir como ilustração da vida profissional de Luiza Helena Trajano, a empresária que sempre driblou as adversidades e construiu um império.

Luiza Helena começou a trabalhar cedo. Aos 12 anos já era vendedora. Anos mais tarde, assumiu a liderança dos negócios e foi a responsável pela expansão do que veio a ser a gigante Magazine Luiza.

Como ela conseguiu se tornar bem-sucedida? Quais os requisitos para empreender e vencer mesmo em um contexto de adversidade? A seguir ela revela alguns detalhes.

 

Equipe alinhada e comprometida

A empresária é taxativa sobre o que entende ser importante para se diferenciar no mercado: atendimento e inovação.

“Não tem jeito de ter isso se você não tiver uma equipe alinhada e comprometida. A pessoa precisa entender que o atendimento vai ser a grande diferença. Mas para isso precisa acreditar na companhia”, explicou em uma entrevista.

Luiza ressalta que sua companhia valoriza também a transparência, a interação e a inovação.

E isso se reflete até mesmo no visual da empresa. Desde 1991 as salas administrativas de prédios de onde Luiza despacha são abertas e, onde há repartição, elas são de vidro. É o modelo de gestão de portas abertas.

 

screenshot_2

 

Foco é fundamental

Além de excelência no atendimento e inovação, a empresária ressalta a importância do foco. “Eu nunca tenho mais do que cinco coisas para focar. O que cabe na minha mão”.

 

Não é difícil lidar com gente

Em uma palestra para empreendedoras, Luiza Trajano surpreendeu a plateia ao dizer que não é difícil lidar com gente.

“Eu tenho uma só receita para lidar com pessoas: tire o melhor das pessoas e trabalhe em cima do melhor delas”.

A empresária enfatizou que esse é o papel do líder: “o líder é quem faz as pessoas irem mais longe do que elas acreditam que podem”.

 

O que devo fazer para melhorar minha empresa?

Em suas palestras, a empreendedora costuma ensinar também o que se tornou um fundamento do modelo de gestão de sua empresa: os processos para melhorar a companhia.

Ela diz que é fundamental conversar com a equipe e ouvir os funcionários. Além disso, a empresária sugere que é necessário perguntar à equipe o que é preciso fazer para vender mais. “Sozinho não há condições de se criar nada. Só cria se for em um grupo”, afirma.

 

Para quem está começando

No aspecto financeiro, ela deixa um recado para quem está começando: cuidar o fluxo de caixa é muito importante para quem está à frente de uma empresa.

Luiza Trajano recomenda que os empreendedores novatos façam um curso sobre esse tema e até sugere um deles, o do Sebrae.

“Tem que ter um fluxo de caixa bem controlado. Não misturar despesa pessoal com a da empresa”.

Com a experiência de quem ajudou a criar uma empresa gigante e bem sucedida, ela conclui: “A dica é cuidar o tripé: venda, uma boa equipe e cuidar o fluxo de caixa”.