Especial Fundo de Investimento Imobiliário: o que é melhor, imóvel ou FII?

30 de julho de 2017 Por Redação

O Finance News apresenta a última reportagem especial sobre os Fundos de Investimento Imobiliário. Na primeira reportagem você compreendeu como eles funcionam (para acessar a primeira reportagem clique aqui). No artigo abaixo vai saber sobre os riscos envolvidos e a diferença entre investir em um imóvel e um FII.

Imóvel x FII

É inevitável: muita gente faz a comparação dos FIIs com a compra de um imóvel para alugar. Alguns especialistas sugerem que essa comparação é inadequada, afinal são produtos distintos.

No entanto, se o investidor está em dúvida onde deve aportar seu dinheiro, e desde que tenha compreendido bem os riscos associados, nada impede que faça a comparação.

Vantagens

Entre as vantagens de adquirir um FII, é que não existe necessidade de desembolsar todo o valor normalmente exigido para investimento em um imóvel.

Outra é que o Fundo de Investimento Imobiliário geralmente possui diversificação em diferentes tipos de ativos do mercado, pois investe em shopping centers, hotéis, residências, etc.

Além disso, todo o conjunto de tarefas ligadas à administração de um imóvel fica a cargo dos profissionais responsáveis pelo FII: busca dos imóveis, trâmites de compra e venda, procura de inquilinos, manutenção, impostos etc. Já quem compra um imóvel tem de fazer tudo isso sozinho, ou terceirizar, o que implica em custos.

Na tabela abaixo fizemos um comparativo entre investir em FII e imóvel:

 

FII IMÓVEL
IMPOSTO DE RENDA Pessoas físicas estão isentas de IR para FIIs negociados em Bolsa, com mínimo de 50 cotistas e para quem tem menos de 10% do Fundo. Renda com aluguel obtida de imóvel de propriedade direta são tributados por Imposto de Renda
FACILIDADE DE COMPRA Quem tem conta em corretora de valores, compra por meio do Home Broker. Há muito mais burocracia como por exemplo com certidões, escritura, pagamento de imposto como ITBI
VENDA A venda das cotas é pelo Home Broker. Basta programar a ordem de venda, que será executada quando alguém comprar. Venda por imobiliária gera custos adicionais. Processo mais burocrático
INVESTIMENTO INICIAL Acessível. Há investimentos com valor inicial de R$ 1 mil. Dependendo da cidade ou região, e do tipo de imóvel, milhares ou milhões de reais.

 

Quais são os riscos de comprar um FII?

Como qualquer outro investimento, o FII também tem riscos. No site da Bovespa há uma relação dos principais. Um deles é que pode não haver interessados em comprar as cotas no mercado secundário no momento em que o investidor desejar resgatar.

Para entender bem a que riscos um fundo especifico está submetido, é importante ler a seção de fatores de risco no prospecto dos fundos imobiliários.

A seguir vamos listar outros riscos que podem afetar o preço da cota e a distribuição de proventos:

– Inadimplência de compradores ou locatários dos imóveis;

– Crise econômica tanto no plano nacional como internacional;

– Procura abaixo do que a projetada para compra ou aluguel dos imóveis pertencentes ao fundo;

– Valorização das unidades ou rendimentos com alugueis abaixo do previsto;

– Dificuldade de o emissor de um título de crédito honrar os compromissos de pagamento de juros.

Quais taxas vou pagar ao investir em FII?

Geralmente as corretoras cobram taxas para manter a aplicação. São as chamadas taxas de custódia. O valor varia dependendo da instituição financeira. Você pode verificar isso nos sites das corretoras de valores.

É importante comparar os custos. Algumas corretoras não cobram taxa de custódia. Outras cobram uma taxa fixa para operações até um determinado valor.

A cada ordem de compra ou de venda é cobrada também uma taxa de corretagem, assim como acontece quando um investidor compra ou vende uma ação.

Esse artigo é jornalístico e não tem o propósito de esgotar o tema. O objetivo é aumentar seus conhecimentos para que você possa qualificar sua tomada de decisão. Se ainda restam dúvidas, o ideal antes de fazer a aplicação, é consultar um assessor financeiro credenciado e certificado. Consulte um em sua instituição financeira e pergunte a exaustão. É a melhor forma de saber se um determinado investimento é o melhor para você.

Veja também:

Entenda como funcionam os Fundos de investimento imobiliário 

Vídeo: especialistas explicam outros detalhes dos FIIs